Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Fruto dos laços de cooperação existentes entre as duas instituições, decorreu no passado dia 24 de maio, no Pavilhão Desportivo, um Torneio de Boccia, desenvolvido e organizado pela Santa Casa da Misericórdia de Tarouca, contando com a colaboração do Grupo de Educação Física e do Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva, turma C do 10º ano, do Agrupamento de Escolas Dr. José Leite de Vasconcelos.

Oriundo das civilizações gregas e romanas, o Boccia tornou-se numa modalidade Paralímpica em 1984, nos jogos de Nova Iorque, e é considerada a modalidade principal para atletas portadores de paralisia cerebral. É um desporto indoor, de precisão, em que são arremessadas bolas, seis de couro azul e seis vermelhas, com o objetivo de as colocar o mais perto possível de uma bola branca chamada “jack”, ou “bola alvo”. É permitido o uso das mãos, dos pés ou de instrumentos de auxílio para atletas com grande comprometimento nos membros superiores e inferiores. Está modalidade pode ser disputada de forma individual, pares ou por equipas. O Boccia chegou a Portugal em 1983, tendo no ano seguinte o país conquistado uma medalha de ouro nos Jogos de Nova Iorque. Dois anos depois, em 1986, Portugal "deu cartas" nos primeiros campeonatos do Mundo, já com a participação de 12 países.

Originalmente direcionada para indivíduos portadores de paralisia cerebral, nos últimos anos a modalidade tem conquistado outros adeptos, como é o caso dos idosos. No que diz respeito a estes, o chamado Boccia Sénior tem sido um sucesso, tendo o número de praticantes aumentado significativamente. Na época desportiva de 2015-16, estiveram inscritos cerca de 750 idosos, em representação de 68 associações/clubes e outras entidades. Entre outros, são objetivos desta prática: Promover a atividade física e estilos de vida saudáveis; Mobilizar a população sedentária integrando a atividade física em rotinas diárias; Aumentar o conhecimento dos benefícios na saúde, sociais e económicos da prática da atividade; Iniciar os idosos na atividade física através de atividades adaptadas à sua idade e capacidade funcional; Melhorar a autonomia funcional e social dos idosos; Fomentar a participação social e comunitária.

O Grupo de Educação Física reconhece a importância da prática deste desporto para a vida dos idosos e tudo fará para garantir a sua continuidade. Durante o ano letivo que agora finda, a colaboração entre as duas instituições levaram por diante dois eventos desta natureza, tendo a primeira sido a 26 de outubro de 2016. Para finalizar, a salientar a dedicação, o empenho e a competência revelada pelos alunos do Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva, em tarefas de ajuizamento e organização, como consolidação dos ensinamentos específicos do curso, de uma forma prática.

Escola em Tarouca, 7 de julho de 2017.
O Grupo de Educação Física